William Shakespeare: A desconfiança é o farol que guia o prudente.

Veja também