Fiodor Dostoievski: Nem demasiado vulgar, nem demasiado...

Veja também