Daphne du Maurier: Ainda bem que não pode acontecer duas...

Daphne du Maurier: Ainda bem que não pode acontecer duas...

Ainda bem que não pode acontecer duas vezes, a febre do primeiro amor. Pois é uma febre, e também um fardo, independentemente do que os poetas digam.

Veja também