Antonio Machado y Ruiz: Nem me seduz o vício, nem adoro a virtude.

Veja também