Ailin Aleixo: Deixe a seriedade para as horas em que...

Ailin Aleixo: Deixe a seriedade para as horas em que...

Deixe a seriedade para as horas em que ela é inevitável: mortes, separações, dores e afins. No dia-a-dia, pelo amor de Deus, seja idiota! Ria dos próprios defeitos. E de quem acha defeitos em você.

Ailin Aleixo Nota: Trecho da versão adaptada da crônica "Só os idiotas são felizes" de Ailin Aleixo (erradamente atribuída a Arnaldo Jabor).

Veja também


Ailin Aleixo: Ode à bunda dura Tenho horror a mulher...

Ode à bunda dura Tenho horror a mulher perfeitinha. Odeio qualquer uma que fique maravilhosa num biquíni. Sabe aquele tipo que faz escova toda manhã, está sempre na moda e é tão sorridente que parece garota propaganda de processo de...

Ailin Aleixo Nota: Texto publicado por Ailin Aleixo em seu antigo blog Mulher Honesta, em 2004, e republicado pela autora na Revista Alfa, da Editora Abril, em outubro de 2010, reafirmando a autoria do texto que circulava na internet como sendo de Arnaldo Jabor.